top of page

O TikTok e sua influência no consumo - Por Bruna Manesco

Nos últimos dois anos, o TikTok dominou a internet de forma impressionante. Não é preciso ir muito longe para se deparar com alguns vídeos da plataforma, já que, mesmo em outras redes sociais, eles são repostados e viram tópico de discussão e polêmica. São dancinhas, desafios, propagandas, dublagens e vídeos humorísticos que fizeram com que a plataforma superasse o Facebook e o Whatsapp e se tornasse a rede social mais baixada de 2020, alcançando a marca de 2 bilhões de downloads.

Um ponto muito relevante do TikTok é a forma que ele influencia não apenas a vida pessoal das pessoas, mas toda a forma de consumo dos seus usuários. De maneira semelhante ao Instagram, os usuários de destaque, conhecidos também como “influenciadores”, ganham patrocínio de marcas famosas para fazer publicidade de seus produtos e são convidados também para outras oportunidades. Um exemplo é da Chali D'amelio, pessoa mais seguida do TikTok e a primeira a bater 100 milhões de seguidores; ela já gravou conteúdo para a Prada, apareceu em um comercial da marca Sabra durante o intervalo do Superbowl, foi garota propaganda da Hollister, lançou uma coleção de maquiagens da marca Morphe e uma linha de roupas, faturando com tudo isso R$ 21,4 milhões (sendo que ela tem só 17 anos!).


Fugindo da linha dos grandes influenciadores, o aplicativo também virou uma forma poderosa de divulgação para que pequenos produtores e comerciantes mostrem seus produtos. Aproveitados das tendências e das brincadeiras, muitos negócios fazem uma propaganda diferenciada, mais interativa e espontânea, o que atrai novos clientes, principalmente os jovens. Alguns desses vídeos acabam viralizando e alcançando assim um público cada vez maior, dando uma oportunidade de exposição da mercadoria de forma gratuita.

Outro aspecto muito interessante é a forma que o TikTok está impactando a indústria musical. Quando um vídeo faz sucesso, pode ter certeza que a música tocada nele também fará, principalmente se for acompanhada de alguma coreografia ou desafio. Mas o êxito não fica limitado à plataforma, como visto em 2020, quanto 7 das 10 músicas mais tocadas no Spotify viralizaram antes no aplicativo de vídeo.

Isso pode ser tanto notado quanto à lançamentos, como o novo álbum da cantora Olivia Rodrigo, que teve grande destaque na plataforma nos últimos meses, quanto em músicas antigas, como no caso da banda Fleetwood Mac, a qual teve uma de suas obras, lançada originalmente em 1977, de volta à popularidade após o vídeo de um usuário.

A nova aposta do aplicativo são as transmissões ao vivo de jogos. No mês de junho, foi a vez da A Liga NFA Season 5, campeonato de Free Fire, ser exibida para o mundo todo pela plataforma. Saindo do campo dos jogos online, amistosos de futebol de seleções europeias também serão transmitidos no Brasil pelo TikTok, fruto da parceria entre a empresa e a WarnerMedia. Com tanta inovação e diversificação, é possível entender por que tantas empresas estão procurando o TikTok para fortalecer sua marca; a única questão agora é se a rede social veio para ficar ou se será passageira como tantas outras.































532 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


Post: Blog2 Post
bottom of page