• MarkEsalq

O que esperar do consumo em 2021? - Por Gustavo Rodrigues e Isabela Fontana

Este mês, o portal de pesquisa mercadológica Euromonitor International divulgou um relatório sobre as dez principais tendências globais de consumo em 2021. Por conta da extensão da pandemia de Covid-19 e da demora para a vacinação atingir todos os indivíduos, muitos hábitos de consumo impostos por esta nova condição tendem a se manter.


Além disso, a pandemia fez com que as empresas precisassem evoluir muito mais rapidamente, com relação ao uso de tecnologia, por questão de sobrevivência. Mesmo que a pandemia termine, muitas das facilidades conquistadas neste período continuarão a ser utilizadas.


Reunimos os principais pontos sobre as tendências trazidas pelo portal Euromonitor:


1. Reconstruir o consumo

A pandemia de Covid-19 fez que no ano de 2020 muitas pessoas repensassem seus hábitos de consumo, passando a valorizar marcas que prezam pela sustentabilidade, dos pontos de vista ambiental, social e econômico.


2. Demanda por conveniência

Os consumidores passaram a demandar maior atenção à forma de atendimento, como a realização de entregas e o atendimento com horário marcado, a fim de evitar aglomerações. Para 2021, a previsão é de que esta tendência permaneça.


3. Experiências ao ar livre

Como em espaços ao ar livre a propagação do vírus é menos acentuada, os clientes passaram a apreciar estabelecimentos comerciais e de entretenimento nesta configuração. Diversos restaurantes, bares, academias e cinemas se adaptaram a esta nova realidade.


4. Realidade Figital

Consiste na combinação entre os universos físico e virtual. Algumas empresas passaram a realizar atendimento por videoconferência em compras virtuais, a utilizar aparelhos inteligentes, e até mesmo a simular eventos com tecnologias de realidade virtual.


5. Gerenciamento do tempo

O cenário de isolamento social também criou nas pessoas uma necessidade de realizar um bom gerenciamento da vida profissional, pessoal e familiar, buscando a otimização do tempo. Diversas empresas estão se adaptando à maior flexibilidade dos clientes, e passando a oferecer serviços 24 horas por dia.


6. Inconformados

Os indivíduos que representam esta tendência externam um grande enfado a respeito dos líderes. A crise de confiança gerada pela vasta quantidade de desinformação e preconceitos fez muitas pessoas voltarem sua atenção a si e colocarem suas necessidades e desejos em primeiro plano.


7. Segurança e Higiene

Este movimento marca a busca pelo bem-estar, também é categorizado pelo aumento da demanda por produtos de higiene que é causada pelo medo do contágio. Com isto, as empresas podem buscar por inovações em medidas de segurança, a fim de atenuar a preocupação dos consumidores com a segurança.


8. Busca pelo bem-estar psicológico

A pandemia da covid-19 mudou a rotina das pessoas, colocou sua resiliência psicológica à prova e gerou choques econômicos por todo o mundo. Os consumidores agora conhecem seu lugar no mundo e buscam por uma vida mais plena. As empresas encontrarão oportunidades ao fornecerem produtos que proporcionem o bem-estar psicológico de seus consumidores.


9. Bom preço e bom produto

Esta tendência é marcada por consumidores cautelosos. As incertezas no cenário econômico fizeram com que os gastos fúteis e exagerados fossem reduzidos. Aqui as empresas encontram oportunidades ao fazerem propostas de valor para o dinheiro do consumidor, podendo oferecer opções mais acessíveis, mas que não tenham redução na qualidade ofertada.


10. Home office

Em 2020 houve a popularização do home office. A partir daí, o surgimento dos novos espaços de trabalho tem causado um grande impacto na vida dos consumidores, influenciando desde o vestuário, aos gastos com tecnologias. Com isto, as empresas devem promover o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, se atentando às necessidades de produtividade e comunicação de seus consumidores e empregados.


Gustavo Ferraz Rodrigues

Isabela Fontana Silva


34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo