• MarkEsalq

As influências das Propagandas em Períodos de Disputa – Guilherme Arakaki

O marketing é uma ferramenta de extrema importância, sendo utilizada para atrair, motivar e influenciar no pensamento dos indivíduos. Por conta disso, em momentos de guerra e confronto, ocorrem comunicados, com o intuito de mostrar os motivos da disputa e seus lados de pensamento. Assim, quando os representantes do território explicam sobre tal disputa, utilizam o marketing, por meio de propagandas e publicidades, tentando convencer sua população a seguirem suas ideias.


Em primeiro plano, com uma situação de confronto de países, inicialmente o Estado se pronuncia para informar as pessoas sobre o acontecimento. Porém, existem casos de representantes que ao comunicarem sobre uma possível guerra, manipulam os dados para influenciar a população. Por conseguinte, omitem, alteram e adaptam a realidade ao favor do controlador. Com isso, analisando com conceitos de marketing, o controle da mídia afetaria o ambiente sociocultural, isto é, manipular as visões da sociedade a pensar conforme as ideias passadas pelos representantes dos países.


Consequentemente, a publicidade e a propaganda se tornam estratégias de grande importância, pela capacidade de afetar as ideias, pensamentos e pontos de posicionamento. Logo, os líderes conseguiriam criar diversos seguidores muito fiéis no seu exército, pelo desenvolvimento constante da ideologia e pensamento pressionado por propagandas, afetando seus valores e fatores sociais. Assim, as instituições pressionam a seguir tal ideia, afetando o status de pessoas que não colaboram ou seguem.

Um exemplo sobre “lavagem cerebral” e manipulação, seria no período do nazismo, no qual as pessoas eram influenciadas a considerar os judeus como os maiores inimigos. Isso ocorreu por conta de apelar emocionalmente nas comunicações, ou seja, identificar os sentimentos da população na época, para assim conseguirem encontrar a melhor maneira de manipular ideologicamente a todos. Por consequência, manipulou os jovens para lutarem pelas ideias fornecidas, mesmo que tenham que arriscar a própria vida ou matar.


Analisando a atualidade do mundo, um outro exemplo possível de relacionar, seria na guerra entre Ucrânia e Rússia. Sendo que, a Rússia, comandada por Vladimir Putin, realiza diversas comunicações com a população, que envolvem Fake News. Isto é, os representantes da Rússia adaptam as informações para a população sobre a transmissão da guerra. Para os russos, segundo o jornal da CNN, esse acontecimento não passa apenas de uma “operação militar especial”.


Além disso, representantes do Estado, ao se declararem sobre os vídeos em tempo real da Ucrânia, dizem ser mentiras e que precisam ser travados. Em relação à Ucrânia, com as invasões russas, o Governo tenta incentivar a população a auxiliar as forças armadas, por meio de apoio, se convocar para a guerra e produzir molotov. Também, uma cervejaria ucraniana se dedicou em usar uma estratégia de minimizar e “demonizar” o inimigo, sendo pelas embalagens das garrafas de molotov, no qual possui a imagem de Vladimir Putin.


Portanto, estratégias de comunicação são relevantes para prender a atenção das pessoas. Consequentemente, publicidades e comunicados conseguem influenciar ou manipular. Essas táticas são utilizadas constantemente em períodos de disputa ou guerra, por questão de convencer a população a apoiar as ideias do atual governo e possivelmente servir no exército. Assim, os governantes sempre tentaram atrair as pessoas, para ganharem força, apoio e se manterem no poder.


Guilherme Arakaki


36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo